Notícias

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA QUALQUER FASE DE TRANSMISSÃO

por Transparência Barroquinha

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA QUALQUER FASE DE TRANSMISSÃO

  • Etiqueta respiratória: reforços das orientações individuais de prevenção
  • Isolamento Sintomático: domiciliar ou hospitalar, conforme clinica, dos casos suspeitos por até 14 dias.
  • Triagem em serviço de saúde: Recomendar que os pacientes com a forma leve da doença não procure atendimento das UPAs e serviços terciários e utilize a infraestrutura de suporte disponibilizada pela ASP/ESF que trabalhará com fast-track próprio.
  • Equipamento de Proteção Individual: recomendações de uso de EPI para doentes, contatos domiciliares e profissionais de saúde.
  • Contatos: realizar o monitoramento dos contatos próximos e domiciliares.
  • Notificação: divulgação ampliada das definições de caso atualizadas e sensibilidade da rede de saúde pública privada para identificação.
  • Comunicação: campanhas de mídia para a sensibilização da população sobre etiqueta respiratório e auto isolamento da presença de sintomas.
  • Medicamento de uso continuo: estimular a prescrição com validade ampliada no período outono-inverno, para reduzir o trânsito desnecessário nas unidades de saúde e farmácias.
  • Serviços públicos e privados:
-Seja disponibilizados locais para lavar as mãos com freqüência; -Dispenser com álcool em gel, na concentração de 70%; -Toalha de papel descartável; -Ampliação da freqüência de limpeza de piso,  corrimão, maçaneta e banheiros com álcool 70% ou solução de água sanitária.    

Os comentários estão desativados.